O rastreio psicológico é feito através da aplicação individualizada, de um instrumento criado a partir de algumas escalas de testes de avaliação psicológica. Este tem como objetivo despistar a existência de alterações comportamentais, cognitivas, e emocionais. Os sinais de alerta dependem da faixa etária do sujeito.

Na Infância manifestam-se através de:

  • Alterações comportamentais,
  • Dificuldade na realização ou conclusão de tarefas sugeridas pelo professor/educador;
  • Dificuldades na aquisição e memorização de conteúdos;
  • Alterações emocionais (choro fácil, birras, conflitos e agressões a colegas – físicos e psicológicos;
  • Problemas afetivo-emocionais – tanto na vida escolar como familiar.

Para além dos exemplos mencionados, a separação dos pais, a entrada para a escola, uma consulta médica ou conflitos entre colegas são situações que, se não forem compreendidas pela criança, podem, também, tornar-se traumáticas e devem merecer atenção por parte de professores, pais e técnicos.

 

Em jovens, adultos e séniores os sinais de alerta poderão ser:

  • Situações de ansiedade – Medos e preocupações excessivas, dificuldade ao nível do sono, pânico, batimento cardíaco acelerado, falta de ar, evitar locais, confusão mentais e afasia….;
  • Alterações de humor – Modificação do apetite, alteração do sono, perda de energia, sentimento de culpa, tristeza extrema, falta confiança e de autoestima, alteração do desejo sexual, pensamentos excessivo de morte…
  • Perturbações da personalidade;
  • Trauma ou stress pós-traumático
  • Alterações alimentares;
  • Problemas de atenção e concentração
  • Entre muitos outros.

 

O rastreio em Terapia da Fala pretende detetar com antecedência alterações ao nível da comunicação, linguagem oral e escrita, articulação/fala, voz, motricidade orofacial e/ou deglutição, que podem condicionar o futuro de uma pessoa. Um rastreio não é um diagnóstico. Em função dos resultados do mesmo, será marcada uma consulta de avaliação para uma posterior intervenção, de forma a corrigir as alterações identificadas.

Sinais de Alerta:

  • Se nota que o seu filho tem dificuldades em aprender a falar, se diz poucas palavras, se existe algum som (letra) que não diz ou troca, se revela dificuldade nas tarefas de leitura e escrita e/ou compreender ordens, entre outros;
  • Se sofreu alguma lesão cerebral (traumatismo craniano, AVC) e tem dificuldades em falar e/ou compreender o que lhe dizem ou mesmo em lembrar-se do nome das coisas;
  • Se a sua voz é rouca ou fraca, se faz muito esforço para falar ou se fala alto durante horas.
  • Se tem dificuldades em mastigar, engolir e engasga-se;
  • A intervenção precoce assume um papel relevante uma vez que, não só nas crianças, mas também nos adultos, uma intervenção atempada revela-se mais eficaz na reabilitação.

 

Desta forma, através do rastreio será possível uma identificação antecipada destas dificuldades, tanto ao nível da Terapia da Fala, como da Psicologia, de forma a permitir uma intervenção precoce com maior eficácia, prevenindo futuras dificuldades de aprendizagem e de integração na sociedade. Esta técnica de despiste assume grande importância quando os resultados obtidos permitem uma orientação dos pais, na busca de ajuda especializada.

 

 

A Junta de Freguesia de Olhão disponibiliza a toda a população da Freguesia, um rastreio completamente GRATUITO, com a duração de 10-15 minutos. Este irá realizar-se no dia 30 de outubro de 2019 das 9:30 às 16:00 na Junta de Freguesia de Olhão.

 

POPULAÇÃO ALVO – Toda a população independentemente da sua faixa etária: crianças, jovens, adultos e idosos